Book Review: On the Beach by Nevil Shute

Bem... eu irei escrever este review em portugues porque talvez pela primeira vez as palavras falhem-me em ingles... On the Beach... vi este livro juntamente com outros que tenho sobre catastrofes apocalipticas aonde o mundo muda radicalmente... Desde meteoritos que embatem na terra (Lucifer's Hammer) um virus (The Stand ou Earth Abides (nao é so uns virus mas fica no geral) ataques nucleares (Alas Babylon, On the Ship e On the Beach).
On the Beach é um pouco diferente do habitual... escrito em 1957 no apogeu da corrida as armas nucleares, era um assunto que movia muita gente... tinha se visto o que acontecera em Nagasaki e Hiroshima e o crescimento de outras nações as armas nucleares como a URSS e a China.
Bem aqui a história diverge (por acaso vamos aos livros que mais aprecio (sem ser fantasia) os livros de historias alternativas... ou mais conhecidas como WHAT IF?), a história em si nada interessa.. nao interessa quem começou a guerra ou o porque (embora expliquem)..

Antes de fazer o review a uma coisa que desde o principio até ao fim me supreendeu que foi a história... para quem leu vai comprender e para quem nao leu eu vou dizer agora.. nao existe nenhum preposito ou objectivo.

Todos os livros sao dedicados a variados assuntos .. desde um livro que fala de amor e traiçao, um sobre a vida ou a morte, sobre a vingança, sobre o raio que o parta mas fala de algo... este livro não. Este livro trata de como as pessoas ficam impavidas a espera da morte... impavidas nem é o termo, inconscientes/conscientes..

Bem o livro é o seguinte.. começa com um tenente da marinha que é colocado num submarino americano que estava ao servico da austrália.. Estamos em Dezembro (mes do calor para os australianos) a um ano e meio que todo o hemisfério norte tinha desaparecido sobre uma nuvem de poeira radioctiva.. tudo morreu... desde pessoas, a animais.. engraçado ou nao , nao fazem referencia a arvores..

Bem neste momento da história um ano e meio depois a nuvem cobre todo o hemisfério norte, (eu tou morto e toda a gente) e ja chegou a indonesia no estreito do equador... no norte demorou alguns dias para tudo estar contaminado mas para sul é um pouco diferente.. para quem se lembra de estar nas aulas de geografia do 9 ano, eu vou explicar mto facilmente.. existem ventos no hemisfério norte que nao vao para o sul directamente.. ou melhor nenhum vai, todos param no equador, e por sua vez algum tempo depois passam para o hemisferio sul.. e como nem eu percebi o que disse ponho aqui uma imagem

















o que acontece é que demoram anos até os ventos do norte chegar ao sul.. e melhor ainda ficaram com o mapa.. muito bem, este historia passa-se em fallmouth uma terra no sul da australia.. a direita e em baixo.. ao pé da ilha da tasmania..

Bem seja como for eles sabem que até setembro do ano a seguir toda a australia estará contaminada.. nao existe nada a fazer pk toda a terra estara contaminada..
Primeiro pensei.. vao para a nova zelandia que é mais a sul ou entao para a antartica mas nao vale a pena pk só estao a atrasar a morte algumas semanas... (engraçado ou nao, as pessoas do hemisfério norte nao fogem para o sul... estranho)

Nao existe nenhuma maneira de escapar.. lembro-vos que isto foi em 1957, nao havia computadores ou satelites ainda.. bem eles começaram a receber um som de seatle.. embora os técnicos dizesem que nao era nada eles quiseram saber se passado quase dois anos talvez a terra tivese boa para viver mas foi em vão.. nada existia lá.. tudo morto, tudo pacifico.

Para quem nao percebe a dimensao de um ataque nuclear, lembrem-se de chernobyl.. demorou 20 anos até alguém poder viver lá livre, e mesmo assim nao podem comer nada vindo dali pk embora o ar esteja pronto a ser respirado a radiaçao inflitrou-se na natureza, contaminou os animais que comem ervas.. vai demorar 100 anos para tudo estar bom para viver...

Como na maioria dos livros de destruiçao macica que nós lemos, ou vemos na televisao os humanos tentam lutar de alguma maneira, por mais futil que seja.. quem nao se lembra daquele filme o qual nao me recorda o titulo (armaggedon creio eu)em que eles constroem uma nave especial para ir destruir um meteoritio ou entao o Dia depois de amanha em que devido a uma idade do gelo as pessoas vao para sul? Os humanos reagem.. este livro nao há maneira de reagir.. nao podem fugir para nenhum lado, nao podem construir bunkers pk sem tecnologia nao havia maneira de "fabricar" e purificar o ar.. nao poderiam viver lá 100 anos... (embora no jogo KKND ou Falloout e entre outros eles tenham feito isso..)

Temos que ter consciencia que pela tecnologia é bastante antiga.. nao esquecer que ngn tinha inventado um computador mais retrogado que fosse.. nem um satelite.. enfim... as pessoas poderiam entrar em panico, mas faltavam 2 anos para morrerem. Que horrivel por Veles...
As pessoas dizem .. quem me dera saber quando vou morrer.. assim aproveito á grande mas é mentira. Ninguém consegueria fazer isso...
Bem.. mas saber que tudo é futil, cada um reage de maneira diferente... perguntei-me varias vezes que faria eu se soubese que o fim está proximo mas assim tanto tb nao.. 2 anos?
Pensem voces tb... continuariam os estudos e os trabalhos? Entrariam numa bebedeira descomunal ou festas dubidosas? Como seria? dificil predizer ou prever...
(Isto é deprimente.. nunca tive tanto prazer e ao mesmo tempo tristeza ao escrever algo)
Bem nesta história as pessoas continuam a viver como podem... ja nao existe petroleo, os carros na sua maioria ja nao andam, os barcos estao parados... mas de qq modo continuam a viver o mais normlamente possivel.. ngn para.. embora alguns tendam em ir até aos extremos.. alguns vao para festas todos os dias mas a maioria continuam a trabalhar no campo ou na cidade...

O mais estranho de tudo é o seguinte.. as pessoas fazem planos para o futuro!?!.. raios como podem elas o fazer? uns constroem um dique e uma cerca na sua quinta (para ser util numa altura que nao estarão lá), outros plantam legumes para o ano a seguir.. uma das personagem principais que é americano, tinha uma mulher na america a dois anos morta e ele sabe-lo e no entanto fala dela no presente, compra prendas para os filhos para quando os vir.. enfim.. a mulher do outro personagem principal nao consegue captar que a filha (de um ano) vai morrer.. ela sabe que vai morrer mas nao mentaliza o fado da filha... enfim.. coisas que a data leitura apetecia-me saltar para a história e dar uma chapada a cada um e dizer "ACORDEM PARA A VIDA!"

No entanto nao o fiz.. não o fiz pk como disse, foi um dos livros que mais pensei e meditei... eles vivem mas esquecem-se do futuro proximo... da morte..
O livro é lento, mas torna-se muito rapido no ultimo capitulo.. ai é choradeira total.. sao para ai 30 paginas e digo-vos passei todas elas com os olhos em agua ou a chorar.. a momentos tinha que parar pk nao conseguia ver .. totalmente melancolico. Nunca vi nada assim.. nenhum livro ou filme.. eu sou um gajo que tem a mania de chorar pelas personagens mas estas 30 paginas foram demais.. li noutros reviews no amazon que eles tb choravam.. nunca duvidei e até digo mais .. I DARE SOMEONE! Aposto que ngn consegue ler o livro todo o nao chorar... nao acredito...

Tamos no ano 1957 ou 59 quando foi escrito.. eutanasia? o que é isso? nao existia tal coisa...

E estas personagens tiveram que escolher... ou morrem da radiaçao e diga-se de paisagem nao é bonito.. mais doloroso que a colera e morres com falta de sal e agua (sabiam?)
bem.. é terrivel... 3 ou 4 dias..
O escritor para além de querer mostrar ao mundo a decadencia do caminho que as grandes potencias levavam (eu como amante das guerras, e nao vejo isso como um lado negativo humano, nunca gostei muito da polvora, muito menos das bombas atomicas... nao tem qq tipo de dignidade ou honra... )
para além disso ele tb mexe em outros conceitos... a eutanasia é outro, o papel das mulheres na sociedade outro.. e ainda diz lá mal do nacionalismo.. (embora seja só uma frase) ele culpa o nacionalismo aquilo que aconteceu.. embora neste momento sabemos que guerra fria foi mto mais que nacionalismo...

As personagens como ia a dizer tem de escolher entre morrer assim ou matarem-se com cianeto.. escolhem cianeto as personagens principais, excepto o capitão..

Gostava de escrever o que acontece mas para voces, nao iam saber a nada.. nem emotividade iriam mostrar pk nao viveram o livro..
há uma que acho importanto nevertheless..
Um casal com a filha de um ano.. um dos pais tem que matar a filha... nao há outra maneira.. ou eles morrem e a filha fica viva mais uns dias sozinha.. ou entao morre antes.. nao podem.. eles tem que matar-la... que emoçao, que amor pela criança..
a mulher deita-se, veste o pijama, mto doente.. o marido aquece um chá... pega na filha e da-lhe leite... acaricia e da-lhe para a mae beijar.. da-lhe a injeccao e coloca-a no berço ja desfalecida.. veste o pijama.. da o leite a ela.. e bebem-no... ela agarra-se a ele e diz-lhe que pelo menos vamos todos juntos... diz-lhe que sempre o amou e agradece-o por tudo o que fez por ela... ele beija-a e diz-lhe que ama-a e tomam o cianeto...
mal sabia ela as palavras que ela disse.. a radiaçao afecta todos, mas alguns conseguem reagir e ficar melhor, nao dura mais de 10 dias.. depois morrem mesmo, e ele ficou bom.. ele poderia se ter levantado e ido sei lá para onde... 10 dias de vida... mas ele recusa-se.. ela é tudo para ele.. a filha era tudo para ele.. 10 dias de vida.. para que? mais vale assim...

A história continua com as mortes das personagens todas.... as lagrimas correm pelas bochechas.. Pergunto-me se alguém conseguirá ler livro sem emotividade... aposto que nao.. eu sei que não.. é pena nao ter em portugues senao comprava e emprestava a todos.. leiam em ingles.. é facil leitura... existe um filme tb..


Nao existe nenhum livro tao triste e melancolico como este.... considerado por muitos prémios como o livro mais triste até hoje escrito... acreditei quando li as reviews... e agora sou mais um deles... comprem-no.. vale a pena...

O livro tem erros..coisas que ele diz sobre a radiaçao (que na altura nao se sabia), a escrita é facil mas ele segue tudo em frente.. é capaz de estar a falar de uma personagem num sitio e no paragrafo a seguinte ja é outra.. nao há palha... ele diz que vai e no paragrafo a seguir ele tá lá .. nao conseguo explicar-me mas nao é grave...

Acabado isto, vou-vos dizer algo... acabnado o livro eu senti-me mal... nao conseguia parar de chorar.. depois veio o ódio e a furia a vida .. a vida futil que ela é... eles tinham dois anos, eu tenho quantos? 1 dia? 1 ano? 1 decada? 5 decadas? nao sei..

Perguntei-me pk raios estou aqui e pk raios estou vivo e nao consigo perceber nada... a morte é algo que nao me incomoda.. o que me incomoda profundamente é o que há para além da morte... por mais que leia nunca hei-de saber e isso irrita-me.. pk? agora que escrevo e analiso sei o pk.. pk eu nao controlo isso.. pk eu nao sei o que existe e nao poso saber.. logo nao controlo ou nao posso controlar.. tudo o resto eu posso... tudo.. a morte é a unica coisa que nao posso..... e peço desculpa pela linguagem, foda-se para a merda da vida e a nossa existencia.. somos peoes... apenas peoes que nao sabem para aonde vao, nem de onde vem.. (como dizia aquele quadro ou filosofo ou raio que o parta)
Desculpem este desabafo mas precisava de escrever...
(nada do que eu disse da treta de vida significa que nao sou feliz, pk até me considero, apenas nao gosto de sentir-me uma marioneta..)
Enfim, deuses.. aqueles que me ouvem, os meus deuses ja sabem o que eu penso de tudo.. e eles nao me deixam ficar mal.. nunca deixaram, nao é agora que vão...

Esta é a capa do livro que nao quiz por no principio pk nao queria que passasem a frente pk pensariam que é um review.. e é mais que isso....




Author : Nevil Shute
Pages : 280
Edited : 1959

Film

Theatrical Release Date: December 17, 1959
Production Company: Lomitas Productions Inc.
Actors: Gregory Peck, Ava Gardner, Fred Astaire, Anthony Perkins, Donna Anderson...
Directors: Stanley Perkins

Não reli o texto.. se tiver erros.. peço desculpa.
2 comments

Popular Posts